Candidato à reeleição na Câmara, o vereador Marcos Papa (Cidadania) tem um mandato parlamentar técnico, marcado por ética, transparência, combate à corrupção, incentivo à cidadania ativa e fiscalização da boa gestão do dinheiro público.

Mobilidade urbana e transporte público estão entre as principais bandeiras do seu mandato. Conheça quatro propostas que Papa seguirá defendendo, executando e/ou tensionando junto à Prefeitura para que Ribeirão Preto seja uma cidade boa para todos:

 Redução da tarifa de ônibus por meio do Fundo Municipal de Mobilidade Urbana e da exploração de publicidade nos abrigos dos pontos;

“O Poder Público precisa entender que mobilidade não é sinônimo de transporte. Mobilidade abrange diversidade de modais e é um direito fundamental ao acesso à cidade, assim como a Educação e a Saúde. Investir em mobilidade gera emprego e renda e melhora a saúde pública! Precisamos de transporte público de qualidade, bem como pontos de ônibus e mobiliários urbanos adequados”, frisou o vereador Marcos Papa.

Presidente da Comissão Permanente de Mobilidade Urbana da Câmara atualmente, Papa ressalta que continuará lutando pela mobilidade urbana e pelo transporte público, fiscalizando e propondo ações e políticas públicas relacionadas ao tema.

“Já conseguimos a redução da tarifa de ônibus em R$ 0,20, propomos diversas melhorias na Política Municipal de Mobilidade Urbana, incluindo a criação de um Fundo Municipal da Mobilidade Urbana, indicamos a criação do Conselho Municipal de Mobilidade para a participação da sociedade civil, e também indicamos o Plano Emergencial de Mobilidade durante e após a pandemia. Nosso trabalho não pode parar!”, acrescentou o candidato à reeleição no Legislativo.

Papa segue brigando na Justiça para que a tarifa de ônibus volte a custar R$ 3,95 – em janeiro de 2020, conseguiu a redução de R$ 4,40 para R$ 4,20. O vereador entende que a passagem pode ser barateada ainda mais, por meio do Fundo Municipal de Mobilidade Urbana e da exploração de publicidade nos abrigos dos pontos de ônibus.

 Pontos de ônibus com banco, cobertura e iluminação, por meio da exploração de publicidade nos abrigos e do Fundo Municipal de Mobilidade Urbana;

“Vamos cobrar da Prefeitura e da Transerp o reenvio de um projeto de Lei para autorização da exploração de publicidade nos abrigos dos pontos de ônibus. É uma crueldade o que a Administração, a Transerp e o Consórcio fazem com os usuários. Na hora de dar aumento na tarifa, o PróUrbano bate o pé, a Prefeitura dá no outro dia”, criticou Papa, que presidiu a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Transporte.

O candidato ainda acrescentou: “Na hora de oferecer pontos de ônibus com bancos e cobertura para o usuário aguardar o transporte com dignidade, a Prefeitura não manda, não reenvia à Câmara o projeto de Lei que pode custear essa estrutura decente, por meio de exploração de publicidade, sem custos para a Administração”.

Papa defende a exploração de propaganda nos pontos de ônibus como fonte de recursos para melhorar o sistema. “Podemos ter pontos de ônibus com bancos, cobertura e iluminação, sem custar R$ 1 para a Prefeitura. Pelo contrário. É uma fonte de renda que pode, inclusive, baratear o preço da tarifa ao ser contabilizada na planilha de custo do transporte coletivo, como receita acessória”, enfatizou.

 Ciclovias: interligar os fragmentos existentes em vários bairros;

Ribeirão Preto ainda não possui uma malha cicloviária adequada. Atualmente, o Município conta com uma rede cicloviária com aproximadamente 21 km fragmentada – na Via Expressa Norte, entre as avenidas Antônio e Helena Zerrenner e Thomaz Antonio Whately, na zona leste ao longo da Avenida Henry Nestlé e em trechos descontínuos em novos loteamentos na zona sul e no distrito empresarial. O município não conta com um programa de educação para a mobilidade não motorizada.

Mobilidade urbana sustentável é a chave para o futuro das cidades e é determinante para a saúde e qualidade de vida da população. Vamos continuar acompanhando, propondo melhorias e fiscalizando de perto a revisão da Política de Mobilidade Urbana e do Plano de Mobilidade, cobrando orçamento público anual para o modal cicloviário e a qualificação ambiental das obras públicas viárias”, frisou Papa.

– Implantação do Plano Emergencial das Calçadas 

“As calçadas de Ribeirão Preto são hostis aos pedestres. É o momento de as prefeituras olharem para todo espaço público sem carros e repensarem seu uso futuro, aqui não pode ser diferente. Seguirei cobrando a implantação do Plano Emergencial das Calçadas, precisamos de calçadas padronizadas e arborizadas”, concluiu Papa.

Leia também:

Justiça acata pedido de Papa e manda PróUrbano limpar ônibus

Marcos Papa reduz a tarifa de ônibus em R$ 0,20

Papa critica inauguração de obra inacabada: cadê a ciclovia?

Missão Bogotá: Marcos Papa destaca diálogo com coletivos cicloviários

Deixe o seu Comentário

comentários