O jornal Tribuna Ribeirão publicou, na última quarta-feira (17), um artigo, de autoria do vereador Marcos Papa, intitulado “Mobilidade urbana: muito além do trânsito”.

https://www.tribunaribeirao.com.br/site/mobilidade-urbana-muito-alem-do-transito/

Leia!

A mobilidade urbana está conectada diretamente ao acesso à cidade e aos serviços públicos, ao meio ambiente, saúde e qualidade de vida da população. Para termos uma mobilidade urbana sustentável precisamos diversificar os modais de locomoção, priorizar pedestres, ciclistas, transporte público, transporte de cargas e, por último, o transporte individual, a fim de termos um equilíbrio ambiental, através de modais menos poluentes. 

Precisamos repensar a mobilidade urbana em Ribeirão Preto e entender que mobilidade não é apenas trânsito. Existem muitos desafios, como o investimento público em modais não motorizados, como, por exemplo, calçadas acessíveis e arborização, e a qualificação permanente do transporte público. O que faria você pegar um ônibus diariamente em vez de usar um aplicativo de transporte privado individual? Como chegar num equilíbrio financeiro com tarifas acessíveis e justas com o número de usuários de ônibus caindo? E a eficiência e qualidade do transporte?

Outro desafio é a gestão e o planejamento urbano pautados na mobilidade sustentável, como, por exemplo, bairros com diversidade de usos. Hoje se fala muito no conceito “Cidade de 15 minutos”, que ficou conhecido por meio da prefeita de Paris, Anne Hidalgo, onde em apenas 15 minutos de bicicleta ou a pé o cidadão chega na escola do filho, no trabalho, na moradia e nos equipamentos públicos. Veja o cenário local, até hoje não temos um departamento ou diretoria que cuide das questões de mobilidade. Se não oferecermos outros modais de forma qualificada, o transporte individual aumentará com o crescimento da cidade.

Precisamos qualificar o transporte público, implantar mobiliário urbano adequado, com pontos de ônibus com bancos, cobertura, iluminação e painel informativo, melhorar a logística e reduzir o tempo de espera, ônibus e terminais com mais conforto para o usuário e implantar corredores de ônibus para reduzir o tempo de viagem.

Ou seja, a Prefeitura precisa intervir no atual transporte público municipal. Ribeirão Preto precisa de um novo contrato mais adequado e justo para os usuários do sistema.

Devemos considerar também a interface entre os modais. Por exemplo: você pode ir de bike até o terminal de ônibus, deixá-la com segurança em um bicicletário e depois pegar um ônibus, quando a rota é longa.

As cidades precisam implantar planos municipais focados na Mobilidade Ativa e Sustentável, priorizando a mobilidade não motorizada e incluindo a qualificação do transporte público, garantindo assim a segurança da população, promovendo uma economia sustentável, gerando empregos, experimentando novas soluções de desenho urbano e melhorando a qualidade do ar e da saúde pública.

Os planos precisam abordar também: investimentos em ciclismo e caminhada; infraestrutura de ônibus e trânsito de alta qualidade, exemplo, o mobiliário urbano, modernizar e eletrificar frotas de ônibus, programas de incentivos econômicos para recuperação do transporte público; governança e planejamento urbano. Tudo isso a curto, médio e longo prazo.

O fato é que Ribeirão Preto está bem atrasada em relação a mobilidade urbana. A prioridade no planejamento urbano sempre foi o veículo individual, mas agora estamos discutindo na Câmara o projeto de Lei da Política Municipal de Mobilidade Urbana apresentado pelo Executivo, que prioriza os modais não motorizados e o transporte público.

Além disso, o projeto de Lei cria o Conselho Municipal de Mobilidade Urbana, trazendo assim a sociedade civil para o debate e contribuição na construção de políticas públicas relacionadas ao tema. Na minuta do projeto de Lei são apresentados anexos com mapas atualizados como o do sistema cicloviário. Um avanço necessário!

A Mobilidade passou a ser discutida mais amplamente na Câmara. Atualmente, sou presidente da Comissão Permanente de Meio Ambiente, Sustentabilidade e Mobilidade Urbana. Queremos proporcionar o debate junto à população e à sociedade civil organizada.

Com o objetivo de sensibilizar para as questões ligadas a mobilidade, dar visibilidade para as situações negligenciadas, disseminar informações e facilitar ações efetivas, criamos no calendário oficial de eventos de Ribeirão Preto a Semana da Mobilidade Urbana.

A população pode criar, promover ou até mesmo participar de atividades durante a Semana, que está em sua terceira edição. Aos poucos vamos juntos repensar a cidade que queremos!

Marcos Papa

Vereador em Ribeirão Preto

marcospapa@marcospapa.com.br

 

Deixe o seu Comentário

comentários