Presidente da Comissão Permanente de Meio Ambiente, Sustentabilidade e Mobilidade Urbana da Câmara de Ribeirão Preto, o vereador Marcos Papa (Cidadania) acusou a Prefeitura de destruir o Catasonho – projeto de reciclagem de resíduos sólidos, que funcionava irregularmente em uma área do DER (Departamento de Estradas e Rodagem), no Jardim Anhanguera. Há cerca de 10 dias, um incêndio destruiu um dos galpões.

O projeto foi desativado em maio, após Papa realizar uma diligência no local acompanhado da assessoria de outros vereadores. Na época, Papa lamentou que o Catasonho tenha sido enaltecido pela Prefeitura no período eleitoral e, posteriormente, esquecido. Questionamentos feitos pela Comissão demoraram quase três meses para serem respondidos. O documento questiona a regularização do Projeto que sequer contava com CNPJ e estatuto e era gerido por uma funcionária pública.

Papa realizou diligência no local, há três meses

A Prefeitura de Ribeirão Preto conseguiu destruir um excelente projeto de reciclagem de resíduos sólidos, elaborado por uma renomada professora da nossa USP. A Prefeitura diz que o projeto está totalmente desativado, mas precisa responder outras coisas. Há dois anos quando a Prefeitura retirou aqui da Câmara um projeto de Lei, que regulamentaria a cessão do imóvel do DER para a Prefeitura, nos informou que teria conseguido em torno de R$ 184 mil reais via Caixa Econômica Federal para dar início ao projeto. O que foi feito com esse dinheiro?”, questionou Marcos Papa em entrevista à TV Clube.

Ainda na entrevista, o parlamentar ressaltou que os cooperados trabalhavam na informalidade. “Constatamos um pequeno grupo de trabalhadores trabalhando na informalidade, sem nenhum documento que comprovasse pesagem, venda, valor de venda, valor rateado entre esses trabalhadores, que só poderiam ser chamados de cooperados se a Prefeitura tivesse trabalhado para formação deles e para regularização desse projeto que operava em um excelente local, mas que estava lá de maneira irregular. A Prefeitura conseguiu fazer tudo errado com o Projeto Catasonho”, atacou Papa.

Leia também:

Papa visita CataSonho e cobra providências da Prefeitura

Papa critica falta de apoio à Cooperativa Mãos Dadas

Deixe o seu Comentário

comentários