Reconhecimento, fortalecimento e gratidão são as palavras que resumem o resultado das urnas na minha disputa por uma cadeira no Congresso Nacional. Foram cerca de 50 dias em uma campanha limpa, simples e com poucos recursos, marcada pelo trabalho voluntário e devotado de uma multidão de amigos que reconhece no nosso mandato o estilo de política que querem para o Brasil.

Em meio a uma campanha nacional marcada pelo ódio e pelo extremismo seguimos na linha da paz, sem ataques e com muitas boas propostas. Recebemos 23.703 votos no Estado, sendo 18.273 votos só em Ribeirão Preto – votação superior a vários caciques políticos da nossa cidade e da região que investiram milhões de reais em material e cabos eleitorais.

Não conquistamos a almejada cadeira na Câmara dos Deputados (ainda!), mas saímos fortalecidos dessa disputa mais do que triplicando o número de votos que tivemos no nosso segundo mandato para vereador – quando fomos o segundo vereador mais votado. Fortalecidos e motivados a seguir em frente com o nosso mandato fecundo e ativo.

O tsumani de barbárie que tomou conta dessa eleição em vários sentidos – desde o número de abstenção (23,84% acima da média nacional de 20,3%), os votos nulos (11,46%) e brancos (7,34%) para deputado federal até a votação expressiva de inúteis e nocivos forasteiros em Ribeirão, reforça a convicção popular sobre a importância de implantarmos urgentemente o voto distrital no País.

Respeito todo e qualquer voto porque felizmente vivemos numa democracia. Mas não é possível acreditar (e as sucessivas eleições nos comprovam isso) que alguns figurões eleitos olharão para Ribeirão Preto e região com a mesma atenção que olharíamos. Ou seja, deixamos de fato de eleger muitas vezes quem realmente priorizaria a nossa cidade e a nossa região, gerando prosperidade com inclusão.

O mesmo ocorre com artistas que conquistam milhares de votos por todo o Estado. É lamentável, na maioria dos casos, não há maturidade e nem legitimidade para isso! Ou alguém vai tentar me convencer que o Tiririca sabe dos problemas de Ribeirão e região e luta para solucioná-los?

No caso dos caciques da velha política é o poder econômico comprando apoio e permanecendo no mandato. A renovação no Congresso Nacional foi grande, mas deveria ter sido ainda maior diante de tantos escândalos que acompanhamos indignados nos últimos anos. Uma campanha persuasiva feita por um bom marqueteiro não pode jogar para debaixo do tapete esquemas de corrupção desmantelados por operações, como a Lava Jato e Sevandija.

Se o voto distrital estivesse vigorando a realidade hoje seria muito diferente. Pensem nisso! Enquanto isso, seguirei ainda mais estimulado com meu mandato de vereador pautado pela ética e pela coragem, certo de que Ribeirão é uma cidade boa para se viver e que ela pode ser boa para todos. Vamos permanecer juntos! Minha eterna gratidão!!

AGRADECIMENTO!

Usei a tribuna da Câmara, na sessão de ontem, para agradecer à população de Ribeirão Preto e região pelo reconhecimento ao meu trabalho. Vamos permanecer juntos!! Minhas eterna gratidão!!

Publicado por Marcos Papa em Quarta-feira, 10 de outubro de 2018