“Em Ribeirão Preto, o espaço viário é dominado pela utilização dos carros. Precisamos mudar a relação das pessoas com o espaço público, o parklet ou vaga viva é uma medida que colabora com a quebra dos paradigmas da mobilidade a pé”.

A afirmação é do vereador Marcos Papa (Rede), autor de uma indicação ao Executivo para que seja feita a regulamentação de uma lei municipal de julho de 2015, de autoria do ex-vereador André Luiz. A legislação instituiu o programa zonas verdes, destinado à extensão temporária de passeio público, por meio da instalação de parklets.

Imagem: Cyclehoop

Além de cobrar a regulamentação da lei, a indicação de Marcos Papa, datada de 11 de outubro, também solicita a disponibilização de um Manual Operacional Ilustrado.

“A cidade precisa de locais de convívio, áreas mais verdes. Isso aumenta a quantidade de pessoas na rua, influenciando na segurança, além do componente de melhoria econômica local”, argumenta o vereador.

Papa ainda acrescenta: “as calçadas de Ribeirão Preto estão muito longes das necessidades dos pedestres. Além dos buracos, das irregularidades e inúmeros outros obstáculos, o passeio público não oferece muitas opções para quem deseja sentar, descansar e socializar”.

Crédito da foto: TylerCole

Em São Paulo, o conceito de parklets surgiu em 2012 e sua primeira implantação ocorreu em 2013, dando início ao processo de regulamentação que culminou em um Decreto municipal n° 55.045/14, em vigor desde abril de 2014.

Deixe o seu Comentário

comentários