Para livrar os servidores do parcelamento de salários anunciado pela Prefeitura de Ribeirão Preto, a Câmara Municipal repassou R$ 6,2 milhões para os cofres da administração nesta quinta-feira (29). Aprovada pelos 27 vereadores, a transferência foi comemorada pelo vereador Marcos Papa (Rede), membro da Comissão de Finanças do Legislativo.

“Essa devolução é fruto da economia realizada pela Câmara no primeiro semestre deste ano. A Prefeitura havia anunciado que, devido à situação financeira ruim, teria que parcelar o salário de parte dos servidores. Com essa transferência do dinheiro economizado pelos vereadores, todos os servidores receberão em dia, felizmente”, enfatizou Marcos Papa.

O membro da Comissão de Finanças emendou: “A Mesa Diretora da Câmara está de parabéns pela iniciativa. Garantimos aos servidores o recebimento dos salários integralmente e esperamos que a Prefeitura faça melhor gestão dos recursos para que nos meses seguintes esses salários sejam honrados em dia”.

A Prefeitura anunciou na última quarta-feira (28) que o salário dos servidores que recebem mais de R$ 3,5 mil seria parcelado em duas vezes. A primeira parcela seria realizada no próximo dia 4 e a segunda no dia 14 de setembro. Professores e funcionários da administração indireta não seriam afetados pelo parcelamento. De acordo com a Prefeitura, o parcelamento atingiria pouco mais de 1,6 mil funcionários. Ao todo, atualmente a administração conta com aproximadamente 15 mil servidores públicos.

Segundo Papa, há uma sensação de demonização do servidor público. “Em todos os lugares vamos encontrar pessoas boas e ruins, bons e maus profissionais. Temos servidores que trabalham duro, que estão comprometidos, e servidores que não estão comprometidos. Garanto que, nesses dez anos que acompanho a política de perto e mesmo antes como cidadão, a grande maioria dos nossos servidores é excelente”, frisou.

Autor de três das quatro linhas de investigação da Operação Sevandija, que colocou na cadeia parte do primeiro escalão do desgoverno anterior, o vereador Marcos Papa lamentou que servidores efetivos tenham sofrido nas mãos de apadrinhados políticos.

“Os servidores seguraram nos ombros, no peito e nos braços o desgoverno anterior, que nomeava comissionados sem nenhuma qualificação. O funcionalismo teve que aguentar esses comissionados contratados via Atmosfera, aqui, ali, mandando em servidores concursados que sabem o que fazem e fazem com amor”, concluiu o vereador.

Servidores receberão em dia com economia da Câmara Municipal!!

Posted by Marcos Papa on Thursday, August 29, 2019

Deixe o seu Comentário

comentários