Candidato à Deputado Federal, Marcos Papa (Rede) defende a criação do Sistema Nacional de Combate à Corrupção e Controle Social. Trata-se de um portal com planilhas abertas de todas as licitações realizadas pelos governos Federal, estaduais e municipais.

O Sistema Nacional é uma das 70 medidas de combate à corrupção, que estão divididas em 12 blocos, propostas pelo Movimento Unidos Contra a Corrupção.

“Com planilhas abertas a população poderá cruzar dados, checar, comparar, localizar empresas fraudadoras de licitações, identificar governos que já foram punidos. Teríamos a sociedade civil organizada fiscalizando os governos”, ressaltou Marcos Papa.

Para Marcos Papa, a Operação Lava Jato no País e a Operação Sevandija em Ribeirão Preto foram eficientes, mas insuficientes. “Ambas foram importantíssimas, mas precisamos avançar ainda mais. Hoje a tecnologia de informação já nos permite isso. Uma das 70 medidas que eu defenderei, como deputado federal, será a criação desse Sistema e também o aprimoramento de instrumentos de recuperação do dinheiro”, frisou.

Unidos Contra a Corrupção é um movimento que foi criado no País por especialistas no combate à corrupção e tem como membros representantes dos três poderes, da sociedade civil e das universidades, que ampliaram as “Dez Medidas Anticorrupção” que foram enviadas ao Congresso Nacional junto com 1,5 milhão de assinaturas de brasileiros.

“O velho Congresso Nacional mutilou as doze medidas contra a corrupção e não levou adiante o desejo da sociedade. Vou lutar por cada uma delas”, concluiu Marcos Papa.