CPI do transporte quer abrir a “caixa preta” do contrato de concessão em Ribeirão

1000

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Transporte Coletivo, que analisa o contrato de concessão do transporte público em Ribeirão Preto, presidida pelo vereador Marcos Papa, ouviu na última quinta-feira (19/04), o superintendente da Transerp, Antônio Carlos de Oliveira Junior, para saber o que a empresa já fez para corrigir as irregularidades e descumprimentos contratuais cometidos pelo consórcio Pró Urbano, bem como as medidas tomadas para evitar novos que mais erros sejam cometidos. Outro ponto questionado foi a transparência do faturamento, com a exigência que as cifras do contrato sejam reveladas.

Veja a cobertura do Jornal da Clube sobre o assunto: