62% da água captada pelo Daerp em Ribeirão Preto são desperdiçados. O dado oficial foi transmitido ao vereador Marcos Papa (Rede), presidente da Comissão Permanente de Meio Ambiente da Câmara, pelo superintendente do Daerp, Afonso Reis Duarte, durante uma visita a autarquia na sexta-feira (18).

Dos 62%, 40% da água captada são desperdiçados em vazamentos e 22% em fraudes ou furtos. “O sentimento é de indignação. Significa que de cada 100 litros de água que o Daerp puxa do Aquífero Guarani 62 litros se perdem”, lamentou o vereador.

Na reunião, Papa solicitou um relatório detalhado dos problemas enfrentados pelo Daerp e cobrou da nova diretora organização e melhorias. O relatório deve constar quem são os principais inadimplentes junto à autarquia – que tem a receber R$ 50 milhões de hotéis, motéis e restaurantes.

Para Papa, o Daerp precisa melhorar seu sistema antes de realizar novos investimentos. “É necessária uma série de medidas para reorganização do Daerp, após anos de desmandos e abandono”, frisou.

E acrescentou: “O Daerp é maior do que muitas multinacionais. Só no ano passado o Daerp faturou 100 milhões de dólares, são 320 milhões de reais. Dinheiro não falta ali, mas como havia má gestão e roubo é evidência que a ruina se instalou”.

Deixe o seu Comentário

comentários