Candidato a Deputado Federal nas eleições de outubro, o vereador Marcos Papa (Rede) é um defensor ferrenho dos animais. Atualmente, Papa preside uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) na Câmara de Ribeirão Preto, que investiga casos de eutanásia praticados pela CBEA (Coordenadoria de Bem-Estar Animal).

O próprio motorista da clínica contratada pela Prefeitura para recolher animais de grande porte soltos em vias públicas realizou a eutanásia de um cavalo, sem a supervisão de um veterinário. Para piorar, o animal foi enterrado em uma área de nascente, quando – de acordo com as normas da vigilância sanitáriadeveria ter sido incinerado.

Essa semana, Marcos Papa e a professora e candidata a Deputada Estadual Sonia Borges (Rede) foram a Brodowski conhecer a Associação Protetora Anjos de Patas, que faz um trabalho voluntário admirável. Elas estão com o canil lotado, com 60 cães bem cuidados, num lugar limpo, mantido pelo senhor Zeca.

Ele contou a história da vira-lata que divide a mesma baia com outro vira-lata cego por depender totalmente dela. Ele só sai junto com ela, só se alimenta e bebe água com a ajuda da companheira. As voluntárias costumam dizer que é a história de amor do canil.

Papa e Sonia ouviram as principais dificuldades da instituição, que sobrevive com a ajuda da população. “Fazemos rifas, bazar, bingo, contamos com a ajuda de pessoas que doam ração e veterinário que nos atende a preço de custo”, diz Janaína Campioni.

Marcos Papa demonstrou preocupação com as questões de castração e vacinação. “A castração é insuficiente, se o Poder Público tivesse agido preventivamente o problema da superpopulação de animais de rua não existiria”, disse. E o candidato foi além lembrando que a situação de abandono de animais perpetua o gasto público.

Segundo Papa, em Ribeirão Preto, só o esforço dos ativistas custa cerca de dois milhões de reais por ano. “Com políticas públicas seriamente comprometidas com a questão, com campanhas de castração e de vacinação, rompe-se o círculo vicioso do abandono e cria-se o círculo virtuoso do cuidado com o animal e com a saúde pública”, conclui.

Para Sonia Borges, que também gostou muito do trabalho da associação, o abandono de animais deve ser visto sob a perspectiva humana e ambiental. “Animais abandonados podem transmitir doenças e se forem de grande porte causar acidentes graves”, alerta. A candidata lembra que o abandono também traz sofrimento. “Donos e poder público devem ser responsabilizados”, acrescenta.

Fomos recebidos na cidade de Brodowski pelo pessoal da ONG Anjos de Patas, que faz um trabalho magnífico de proteção aos animais abandonados. Agradeço ao carinho e ao apoio da professora Sônia Borges, candidata a Deputada Estadual pelo Rede, e reforço que trabalharemos juntos pela causa animal tanto da nossa Região Metropolitana quanto de todo o País. #MarcosPapa #1800 #ProteçãoAnimal

Publicado por Marcos Papa em Sábado, 15 de setembro de 2018